Filiação partidária na PARAÍBA (PB) na cidade Santa Luzia-PB

Beneficiários do Bolsa Familia em Santa Luzia-PB

Compartilhe com seus amigos, eles irão adorar saber disso!
 Facebook  Twitter  Google+


Segundo o IBGE (2015), na cidade Santa Luzia-PB há 15.278 habitantes e 17 partidos políticos, com mais de 926 com filiação partidária (6% dos habitantes tem filiação partidária).


Cidade/UF Partido Sigla Total de filiados
Santa Luzia-PB DEMOCRATAS DEM 264
Santa Luzia-PB PARTIDO DO MOVIMENTO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO PMDB 236
Santa Luzia-PB PARTIDO DOS TRABALHADORES PT 131
Santa Luzia-PB PARTIDO DA SOCIAL DEMOCRACIA BRASILEIRA PSDB 66
Santa Luzia-PB PARTIDO POPULAR SOCIALISTA PPS 50
Santa Luzia-PB PARTIDO TRABALHISTA BRASILEIRO PTB 42
Santa Luzia-PB PARTIDO DEMOCRÁTICO TRABALHISTA PDT 41
Santa Luzia-PB PARTIDO SOCIAL DEMOCRÁTICO PSD 22
Santa Luzia-PB PARTIDO DA REPÚBLICA PR 16
Santa Luzia-PB PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB 15
Santa Luzia-PB PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL PC DO B 12
Santa Luzia-PB PARTIDO REPUBLICANO DA ORDEM SOCIAL PROS 10
Santa Luzia-PB PARTIDO SOCIAL CRISTÃO PSC 7
Santa Luzia-PB PARTIDO PROGRESSISTA PP 5
Santa Luzia-PB PARTIDO DA MOBILIZAÇÃO NACIONAL PMN 4
Santa Luzia-PB PARTIDO VERDE PV 3
Santa Luzia-PB PARTIDO SOCIAL LIBERAL PSL 2
Observações:
  1. O site Inquirir não edita, cria ou altera o conteúdo exibido. Todo processo de coleta de dados é realizado automaticamente por meio de fontes públicas autorizado pela Lei de Acesso à Informação (Lei Nº 12.527/2011). Portanto, o Inquirir não substitui as fontes originárias da informação, não garante a veracidade dos dados, não garante que os dados estejam atualizados e o sistema pode mesclar informações de homônimos (pessoas com mesmo nome).
  2. A filiação partidária é o ato pelo qual um eleitor aceita, adota o programa e passa a integrar um partido político. Esse vínculo que se estabelece entre o cidadão e o partido é condição de elegibilidade, conforme disposto no art. 14, § 3º, V, da Constituição Federal.
  3. Nos termos do art. 16 da Lei dos Partidos Políticos (Lei nº 9.096, de 19 de setembro de 1995), só pode filiar-se a partido o eleitor que estiver no pleno gozo de seus direitos políticos.
  4. Para concorrer a cargo eletivo, o eleitor deve estar filiado ao partido há pelo menos um ano antes da data fixada para as eleições, conforme dispõem os arts. 18 e 20 da referida lei (vide art. 9º da Lei nº 9.504/1997).
  5. As informações sobre relações oficiais de filiados a partidos políticos podem ser obtidas no site do TSE, assim como a emissão de certidão de filiação partidária.
  6. De acordo com o art. 7º da Res.-TSE nº 23.117/2009 e o art. 3° do Provimento-CGE n°2/2010, alterado pelo Provimento-CGE n° 5/2010, os partidos podem cadastrar seus representantes para utilização de ferramenta própria da Justiça Eleitoral (Filiaweb) com o objetivo de gerenciar suas relações de filiados (inclusões, alterações e exclusões de registros de filiações).
  7. Os dados apresentados são referentes até o mês de 07/2016 - Tribunal Superior Eleitoral

Filiados:

Cidades da PARAÍBA:


Compartilhe com seus amigos, eles irão adorar saber disso!
 Facebook  Twitter  Google+

Cidade: Santa Luzia
Estado: PARAÍBA
DDD: 83
Histórico da cidade:

Santa Luzia Paraíba - PB

Histórico

Sabugi, região onde hoje se situa o atual Município de Santa Luzia, é vocábulo de origem indígena que significa olho d'água rumoroso.

O contato dos indígenas com os primeiros desbravadores, Sargento-Mor Matias Negreiros, Alferes Marcos Rodrigues Cabral e Manoel Monteiro, ocorreu em 1702, com a ocupação de vasta área de terra, em cuja extremidade fica o Município, então chamado Data de Moicó ou Moinocó.

Na primeira década do século XVIII, Isidoro Ortins de Lima ali se estabeleceu e construiu currais de gado, junto à cachoeira do Ingá. Foi o português Geraldo Ferreira o primeiro a edificar casa em terreno onde hoje se situa a Cidade. Tornou-se proprietário de inúmeras glebas, que legou a seu sobrinho, Geraldo Ferreira Nunes Sobrinho, procedente de Mamanguape. Com a morte do tio, seu herdeiro acrescentou ao patrimônio uma sesmaria, no riacho do Saco concedida no Governo de Francisco Xavier de Miranda Henriques.

Em 1773, Geraldo Nunes Sobrinho edificou a capela de Santa Luzia e, em 1857, foi criada a paróquia do mesmo nome.

Por volta de 1866, chegou à localidade o missionário nordestino, Padre Ibiapina, que ampliou o açude construído por Geraldo Nunes Sobrinho, chamado então Açude da Caridade e, depois, Padre Ibiapina, patrimônio da Prefeitura Municipal.

Gentílico: santa-luziense

Formação Administrativa

O distrito foi criado com a denominação de Santa Luzia do Sabugi pela lei provincial n.º 14, de 06-10-1857.

Elevado a categoria de vila com a denominação de Santa Luzia do Sabugi, pela lei provincial nº 410 de 14-11-1871, desmembrado de Patos. Sede no atual distrito de Santa Luzia do Sabugi exlocalidade. Constituído do distrito sede. Instalado em 27-06-1872.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 2 distritos: Santa Luzia do Sabugi e São Mamede.

Pelo decreto-lei estadual nº 1164, de 15-11-1938, o município de Santa Luzia do Sabugi passou a denominar-se simplesmente Santa Luzia.

Pelo decreto-lei estadual nº 29, de 22-11-1939, e por ato municipal anterior a de 02-03-1938, são criados os distritos de Caapoã e Sabugirana e anexado ao município de Santa Luzia.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município aparece constituído de 4 distritos: Santa Luzia, Caapoã, Sabugirana e São Mamede.

Pelo decreto-lei nº 520, de 31-12-1943, o município de Santa Luzia passou a denominar-se Sabubi.

Por ato das disposições transitórias constitucionais do Estado da Paraíba promulgado em 11-061947, o município de Sabugi voltou a denominar-se Santa Luzia.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, município de Santa Luzia ex-Sabubi é constituído de 4 distritos: Santa Luzia, Caapoã, Sabugirana e São Mamede.

Pela lei estadual nº 318, de 07-01-1949, os distritos de Caapoã passou a denominar-se São José do Sabugi, Sabugirana a denominar-se Várzea e ainda pela mesma lei é criado o distrito de Junco de Seridó e anexado ao município de Santa Luzia.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 5 distritos: Santa Luzia, Junco do Seridó, São José do Sabugi ex-Caapoã, São Mamede e Várzea ex-Sabugirana.

Pela lei estadual nº 973, de 02-12-1953, desmembra do município de Santa Luzia o distrito de São Mamede. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 4 distritos: Santa Luzia, Junco do Seridó, São José do Sabugi e Várzea.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela lei estadual nº 2680, de 22-12-1961, desmembra do município de Santa Luzia o distrito de Junco do Seridó. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 2682, de 22-12-1961, desmembra do município de Santa Luzia o distrito de São José do Sabugi. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 2683, de 22-12-1961, desmembra do município de Santa Luzia o distrito de Várzea. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica municipal

Santa Luzia do Sabugi para simplesmente Santa Luzia alterado, pelo decreto-lei estadual nº 1164, de15-11-1938.Sabugi para Santa Luzia alterado, por ato das disposições transitórias constitucionais do estado daParaíba promulgado em 11-06-1947.

Fonte: IBGE



Fale com um Profissional  
Fale com um profissional

Fale com um profissional

Escolha um profissional para auxiliar a resolver o seu problema:

São Paulo-SP - Alterar

Profissionais em São Paulo-SP


Descreva seu problema para que entrem em contato com você